707 25 25 25
Cirurgia e Patologia Oral

A Cirurgia Oral é o ramo da Medicina Dentária que se ocupa da conservação da saúde oral utilizando técnicas médico-cirúrgicas. A Patologia Oral identifica e trata doenças da esfera oro-maxilo-facial, investigando não só as causas que as desencadeiam como também os seus efeitos.

Que procedimentos são realizados na consulta de cirurgia e patologia oral?

São realizados vários procedimentos, nomeadamente, colocação de implantes dentários e procedimentos de regeneração dos tecidos, extração de dentes erupcionados e inclusos, remoção de quistos de origem dentária, biópsias de lesões da mucosa e correção de deformidades ósseas em doentes vítimas de trauma, entre outros.

De que forma podem as técnicas cirúrgicas contribuir para melhorar o meu sorriso?

A cirurgia pode ser usada no contexto da reabilitação com implantes em doentes com pouca disponibilidade óssea, utilizando procedimentos de regeneração óssea, como enxertos e elevação do seio maxilar. Estes procedimentos tornam viáveis as reabilitações fixas implanto-suportadas em casos que de outro modo não seriam possíveis.

Necessito de anestesia geral para este tipo de procedimentos?

A maior parte das cirurgias da cavidade oral podem ser realizadas em ambulatório e com anestesia local, com ou sem sedação. Excecionalmente, alguns procedimentos podem requerer anestesia geral.

Porque devo fazer a monitorização periódica da língua, gengivas, e mucosa oral?

As lesões destes tecidos podem ser manifestação de uma reação medicamentosa ou de outras doenças: síndromes raros, doença oncológica, infeção bacteriana, viral ou fúngica, ou ainda devido a trauma local. O diagnóstico clínico sustentado pelo exame histopatológico e o tratamento das lesões da cavidade oral podem revelar-se de extrema importância. Aftas, candidíase, herpes e fibromas, entre outras lesões das mucosas, da língua, dos lábios e dos maxilares poderão ser diagnosticadas, e tratadas na consulta de Patologia Oral.

Se diagnosticada uma lesão oral, como procede o meu médico?

Se pertinente, a lesão pode ser total ou parcialmente retirada e enviada para análise microscópica para se chegar a um diagnóstico definitivo.

É possível fazer regredir uma lesão oral sem a remover cirurgicamente?

Algumas lesões orais podem regredir através da aplicação de pomadas, prescritas pelo médico dentista, diretamente sobre a lesão.

O Cancro Oral pode ser diagnosticado pelo meu médico?

Sim. A Patologia Oral tem vindo a adquirir centralidade crescente enquanto especialidade médico-dentária pela prevalência do Cancro Oral na população e pelo papel vital que o patologista oral pode desempenhar no seu diagnóstico precoce, melhorando em muito o seu prognóstico, bem como no diagnóstico de lesões pré-cancerígenas.

O Cancro Oral é uma doença comum?

Apesar de não ser uma doença muito frequente, o Cancro Oral representa hoje 7% dos tumores malignos.

Como posso evitar o cancro oral?

São fatores de risco das lesões cancerígenas ou pré-cancerígenas o tabaco, o álcool, a higiene oral insatisfatória bem como os desequilíbrios nutricionais. A visita ao dentista e a inspeção da sua própria mucosa oral pode contribuir para um diagnóstico precoce da doença, ainda numa fase de fácil resolução ou até evitar que se desenvolva ao identificar um estado pré-cancerígeno.